O que é o Planet Centric Design?

Você já ouviu falar em Planet Centric Design? Bem, para chegar ao seu significado, vamos antes falar de Design Centrado no Ser Humano (Human Centered Design (HCD), em inglês).

O HCD é uma estrutura de design para a criação de produtos, serviços, hardware e software criado para atender às necessidades específicas de clientes e usuários. Normalmente é usado em tecnologia no desenvolvimento de produtos ou serviços destinados a aliviar problemas ou questões, especialmente relacionados à saúde. Seja criando aplicativos mais amigáveis ​​possível, para que as pessoas realmente os usem, ou projetando produtos de acessibilidade para atender a uma deficiência específica ou necessidade de saúde.

O design centrado no ser humano foca primeiro no ser humano. Em vez de tentar projetar produtos ou serviços com lucros, economia ou estética, o objetivo é criar hardware, software, produtos e serviços que, fundamentalmente, levem em consideração o usuário final.

Certo, mas e o Planet Centric Design?

Segundo Flora Alves, idealizadora da metodologia Trahentem® e CLO da SG – Aprendizagem Corporativa, a visão e o sonho precisam ser transformadores, mas ao mesmo tempo precisamos do processo transacional. “A liderança cria um movimento, a gestão cria um processo. O Planet Centric Design é uma metodologia para criar soluções de negócios sustentáveis. Do modo como fazemos as coisas hoje, o sucesso dos negócios é medido apenas pelo valor que ele oferece aos seus usuários. Precisamos reconhecer que os negócios existem em um planeta compartilhado e precisamos considerar as necessidades do planeta para que possamos oferecer mais valor”.

O problema com o Human Centered Design (HCD) que muitos veem é que, ao criar algo que seja viável para o negócio, desejável para os humanos que atende e viável tecnicamente, você ainda pode criar serviços e produtos que bagunçam o mundo. Desejável para os humanos não significa que leva nossa sociedade mais longe.

Alguns estão, portanto, propondo uma Abordagem Centrada no Planeta para substituir a abordagem do Design Centrado no Homem. Isso pareceria uma evolução lógica: viemos primeiro de uma perspectiva centrada na engenharia ou nos negócios. Como reação, surgiu uma perspectiva centrada no ser humano. E agora, como reação, surge uma perspectiva centrada no planeta!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *